Coleção de Frases: As vantagens de ser invisível

ivisivel

“Então, esta é a minha vida. E quero que você saiba que sou feliz e triste ao mesmo tempo, e ainda estou tentando entender como posso ser assim.”

“Eu sei que tem pessoas que dizem que essas coisas não acontecem, e que isso serão apenas histórias um dia. Mas agora nós estamos vivos. E nesse momento, eu juro. Nós somos infinitos.”

cena-de-as-vantagens-de-ser-invisivel-de-stephen-chbosky-filme-que-estreia-nesta-sexta-feira-19-nos-cinemas-brasileiros-1350597676614_956x500

“Nós aceitamos o amor que achamos que merecemos.”

“É como se ele tirasse uma foto da Sam e a foto saísse linda. E ele pensasse que o motivo para a foto sair bonita fosse ele fotografar bem. Se eu fizesse a foto, saberia que o único motivo da beleza é a própria Sam. Eu acho que é ruim quando um cara olha para uma garota e pensa que a forma como ele a vê é melhor do que a garota realmente é. E acho ruim quando a forma mais sincera de um cara olhar uma garota é através de uma câmera.”

“Eu acho que somos quem somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas.”

“É muito mais fácil não saber das coisas de vez em quando.”

“Deixei que o silêncio colocasse as coisas no lugar em que elas deveriam estar”

“Sempre acho que um livro é meu favorito até eu ler outro.”

As-Vantagens-de-ser-Invisível01

“Ele é invisível. (…) Você vê as coisas. Você guarda silêncio sobre elas. E você compreende.”

“Sam me olhou com doçura. E me abraçou. E eu fechei os olhos, porque só queria sentir os seus braços. E ela me deu um beijo na testa e sussurrou para que ninguém mais ouvisse:
-Eu te amo.”

“Não há nada como a respiração profunda depois de dar uma gargalhada. Nada no mundo se compara à barriga dolorida pelas razões certas. E essa era ótima.”

THE PERKS OF BEING A WALLFLOWER

“Quando estava indo para casa, só conseguia pensar na palavra ‘especial’. E pensei que a última pessoa que me disse isso foi a tia Helen. Foi muito bom ter ouvido isso novamente. Porque eu acho que todos nós nos esquecemos às vezes. E eu acho que todo mundo é especial à sua própria maneira. É o que eu penso.”

“Às vezes eu olho para fora e penso que um monte de outras pessoas viu essa neve antes, que um monte de outras pessoas leu aqueles livros antes. E ouviram aquelas canções. Eu me pergunto como elas estão se sentindo esta noite.”

“Eu me sinto infinito”

622461_275017105932607_617661558_o

Resenha: As Vantagens de Ser Invisível (Stephen Chbosky)

As-Vantagens-de-Ser-Invisível-nova-edição-da-Rocco“As Vantagens de Ser Invisível” não trata de questões previsíveis da adolescência, na verdade até fala dos conflitos escolares e a primeira paixonite, mas vai alem disso. Por trás da fachada de “historia de um adolescente introvertido”, existem discussões muito pertinentes: drogas, sexo, homossexualidade, gravidez na adolescência e transtornos psicológicos.

A historia é contada do ponto de vista de Charlie, um garoto de 15 anos que escreve cartas a um “amigo”. Então, o entendimento pode ficar um pouco limitado, porque o leitor só sabe aquilo que Charlie escreve.

Charlie é extremamente tímido, atormentado pelo suicídio do melhor amigo e depressivo pela morte fatídica da tia favorita, quando ainda era criança, e basicamente, se relaciona apenas com a família.

Ele acaba de se tornar um calouro da High School, o ensino médio americano, e tem esperanças de conseguir amigos na nova escola.Logo nos primeiros dias de aula conhece Patrick e Sam, meio irmãos e veteranos na High Shool. Patrick é gay, tem personalidade expansiva e vive um romance com o Brad, jogador do time de futebol que se recusa a assumir a homossexualidade. Sam é fofa, inteligente e meio maluquinha também. Ela não tem uma fama muito positiva, era conhecida como “a vadia da escola”, mas dá pra entender os motivos dela.

Então, esta é minha vida. E quero que você saiba que sou feliz e triste ao mesmo tempo, e ainda estou tentando entender como posso ser assim.”

Charlie se apaixona por Sam a primeira vista, e tão logo também é desenganado pela garota, que diz a ele para não criar esperanças de um futuro relacionamento, ela prefere caras mais velhos. Além do trio, outros personagens rondam as cartas de Charlie: o professor Bill, que costuma emprestar livros; Mary Elizabeth, uma menina desequilibrada com que ele tem um curto relacionamento; e a própria família.

As cartas de Charlie às vezes são confusas, às vezes engraçadas e às vezes dolorosas. Existe nele um tom de melancolia e de ingenuidade que me encataram. Às vezes ele é um pouco bobo, mas por outro lado é íntegro, por isso eu o anistiei (rs).

“Não há nada como a respiração profunda depois de dar uma gargalhada. Nada no mundo se compara à barriga dolorida pelas razões certas. E essa era ótima.”

Nem todo mundo gosta, mas eu achei bom o fato do livro ser escrito em primeira pessoa. Acho que da leveza a historia. Eu gosto também desse estilo carta/diário/primeira pessoa porque aguça a imaginação do leitor.  Toda historia é parcial, portanto acho honesto esse tipo de narração, que manifesta a parcialidade do personagem, com altos e baixos, humores e descontrole.

Uma coisa deixou a desejar, – talvez esse fosse o objetivo do livro-, mas fiquei curiosa pra saber qual o transtorno psicológico de Charlie. Eu realmente não consegui descobrir. Por um momento pensei que fosse algum tipo de depressão, no entanto, com o final do livro fiquei bastante confusa. Se alguém souber o que Charlie tem, me diga por favor!! rs

Como eu posso resumir “As Vantagens de Ser Invisível”? Acho que é um livro curto que tem muito a dizer. É honesto e primoroso.

“Eu me sinto infinito.”

Eu ainda não vi o filme e estou ansiosa pra assistir.