Resenha: A Culpa é das estrelas (John Green)

“Às vezes, um livro enche você de um estranho fervor religioso, e você se convence de que esse mundo despedaçado só vai se tornar inteiro de novo a menos que, e até que, todos os seres humanos o leiam”.

Sinopse

Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

A Culpa é das Estrelas, ou ACedE como é carinhosamente chamado pelos fãs, é o segundo livro do fofíssimo americano John Green. É uma obra juvenil, mas que trata de um assunto delicado: o câncer. Metade das personagens sofre dessa doença triste e cruel. No entanto, A Culpa é das estrelas não é exatamente triste, um drama, sofrimento. A história principal não é o câncer. A história principal são os adolescentes, que por um acaso têm câncer. E isso foi o que mais me encantou. Devo avisar que o livro não tem um final feliz, mas é repleta de situações divertidas.

Vamos à história.

Hazel Grace Lancaster é uma garota de 16 anos que tem câncer em estágio terminal. Quando diagnosticada, aos 13,  nada poderia fazer com que ela vivesse até a idade adulta. Mas um remédio, fictício, conseguiu estender um pouco mais a vida da garota. Por conta disso, ela se torna uma “sobrevivente temporária do câncer”.

Presa a um cilindro de oxigênio, que a mantém respirando, Hazel quase não sai de casa, não pode mais ir a escola, e fica todo o tempo assistindo séries e relendo um único romance chamado Uma Aflição Imperial, também fictício. O único lugar que ela frequenta com certa regularidade é o Grupo de Apoio a Crianças com Câncer, em um lugar chamado “Coração Literal de Jesus” – eu adorei esse nome .

Em um dos encontros Hazel conhece Augustus Waters, um garoto um pouco mais velho que ela e que perdeu uma perna para a doença. Assim como os típicos romances jovens, o interesse entre os dois é rapidamente despertado. Logo que se conhecem, passam uma tarde juntos. A partir daí, serão necessárias apenas algumas semanas para caírem de amores um pelo outro.

“(…) Estou apaixonado por você e não quero me negar o simples prazer de compartilhar algo verdadeiro. Estou apaixonado por você, e sei que o amor é apenas um grito no vácuo, e que o esquecimento é inevitável, e que estamos todos condenados ao fim, e que haverá um dia em que tudo o que fizemos voltará ao pó, e sei que o sol vai engolir a única Terra que podemos chamar de nossa, e eu estou apaixonado por você”.

Eu já tinha um desfecho na minha frente, mas o livro me surpreendeu. Acho até que não estava preparada para o  final.

“Alguns infinitos são maiores que outros.”

A forma com que eles desfrutam os poucos dias de vida é encantador. ACeDe é trágico, engraçado e fofo. A primeira vista pode parecer um romance adolescente meloso, mas vai além da história de amor de dois jovens. Hazel e Gus são divertidos, bem humorados e sarcásticos. Principalmente no que envolve a condição da doença que os assola.

Eu amei o livro. Só fiquei um pouco incomodada com o fato de em toda página ter uma espécie de “lição de moral”. Apesar disso, me fez imaginar como deve ser difícil conviver com uma pessoa que tem um “prazo de validade”, ou pior, ser uma pessoa com “prazo de validade”, como no caso de Hazel.

 “– Eu sou tipo. Tipo. Sou tipo uma granada, mãe. Eu sou uma granada e, em algum momento, vou explodir, e gostaria de diminuir a quantidade de vítimas, tá?”

A Culpa é das Estrelas me fez chorar, sorrir e refletir sobre o valor e o tamanho dos nossos infinitos.

Saiba mais sobre o livro no site

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha: A Culpa é das estrelas (John Green)

  1. Oi adorei.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro….mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei… se trata de um livro arrebatador…ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos…..e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história…..acesse o link da livraria cultura e digite reverso…a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s